Os Portugueses e as Redes Sociais

Opinião.16 Set 2016

Instagram sobe ao 2º lugar como rede social de maior notoriedade

Segundo a edição de 2016 do estudo "Os Portugueses e as Redes Sociais" da Marktest Consulting, a rede social Instagram subiu do 3º para o 2º lugar na categoria de rede social com maior notoriedade em Portugal, logo a seguir ao Facebook que continua, como em 2015, em primeiro lugar.

Apesar de continuar a ser a 3ª rede social com maior notoriedade espontânea (sem sugestão de hipóteses de resposta), lugar que já ocupava no ano anterior, em notoriedade sugerida e notoriedade total, o Instagram ultrapassa o Twitter (que passa para a 3ª posição) e passa a ser a segunda rede social com maior notoriedade em Portugal. Evidenciando assim o crescimento que já se vinha a verificar nos estudos dos anos anteriores.

No que diz respeito à notoriedade espontânea o Linkedin ocupa a 4ª posição, seguido do Snapchat na 5ª posição, sendo que foi a primeira vez que esta rede social entrou no estudo.

O estudo "Os Portugueses e as Redes Sociais" existe desde 2011 e tem como objetivo analisar a relação dos portugueses com as redes sociais e claro, com as páginas das marcas. Tornou-se por isso uma ferramenta de marketing muito importante para as empresas.

O estudo tem vindo a ficar mais completo de ano para ano, tendo este ano analisado dois novos indicadores:

Figuras Públicas nas Redes Sociais

  • É fã ou segue figuras públicas nas redes sociais
  • Nome das figuras públicas de que é hoje em dia fã ou que segue nas redes sociais
  • Através de que redes sociais segue essas figuras públicas
  • Que tipos de conteúdos gosta mais de ver nas páginas das figuras públicas
  • Que tipo de interações costuma ter nas páginas das figuras públicas

Vídeos nas Redes Sociais

  • Costuma ver vídeos nas redes sociais
  • Em que redes sociais costuma ver vídeos
  • Que tipos de vídeos mais gosta de ver nas redes sociais
  • Costuma partilhar links de vídeos nas redes sociais que utiliza


A sexta edição do estudo revela também que: 

  • 94% tem conta no Facebook e 43% no Youtube
  • 21% abandonou uma rede social no último ano
  • 37% usa smartphone para aceder às redes sociais entre as 18 e as 20 horas
  • 25% considera ter aumentado o tempo dedicado às redes sociais no último ano
  • 67% segue figuras públicas e 62% segue marcas nas redes sociais
  • 87% costuma ver vídeos nas redes sociais
  • Como principais razões para abandonar uma rede social foram indicados a falta de interesse, falta de tempo, os amigos passaram para outra rede, passar a usar outra rede e usar pouco a rede social em questão.


Este estudo teve por base uma amostra de 802 entrevistas, realizadas a indivíduos utilizadores de redes sociais, residentes no Continente com idades compreendidas entre 15 e 64 anos.

Fonte de informação: Marktest

Vera Libânio